João Pedro Silva

Contemporâneo, Crossover, Clássico

Biografia

Mestrado em Música – Performance (saxofone) e Mestrado em Ensino da Música (saxofone) pela Escola Superior de Música de Lisboa. Doutorando em música, performance, da Universidade de Évora.

Natural de Palmela, iniciou os seus estudos musicais na Sociedade Filarmónica Humanitária, em Palmela, com o Professor Silvério Camolas. Estudou na Escola Profissional de Música de Almada com Alberto Roque, na Escola de Jazz Luís Villas Boas (Hot Clube de Portugal) com Pedro Moreira e na Escola Superior de Música de Lisboa com José Massarrão. Em regime de Masterclasse também estudou com Daniel Deffayet, James Houlik, Jean-Marie Londeix, Claude Delangle, Jean-Yves Formeau, Vicent David, Carlos Martins, Jerry Bergonzi entre outros. Foi laureado de diversos concursos nacionais e internacionais.

Apresenta-se regularmente a solo, destacando-se os concertos com a Orquestra de Câmara da GNR, Banda Sinfónica Portuguesa, Orquestra de Sopros da Metropolitana, Orquestra Sinfonietta de Lisboa, Banda da Armada Portuguesa, Percussões da Metropolitana, Ensemble de Saxofones del Liceu (Barcelona), Banda de Música SFH, Ensemble de Palhetas duplas, entre outras.

Como convidado tem integrado diversas formações, destacando-se Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Big Band do Hot Clube de Portugal, Orquestra Sinfonietta de Lisboa, Orquestra Solistas de Lisboa, tendo trabalhado com conceituados maestros como Eric Stearn, Alain Guingal, Wayne Marshall, entre outros.

Representou Portugal no XIV, XVII e XVIII Congresso Mundial de Saxofone em Liubliana, Estrasburgo e Zagreb, respectivamente, onde se apresentou com duo João Pedro Silva e Pedro Vieira de Almeida, Quarteto Artemsax. BROS Quartet, fusiON OUT, Tenor Sax Colletive, D’Addario Ensemble, Ensemble de Saxofone da Metropolitana e foi convidado para ser orador numa conferência sobre nova pedagogia musical no âmbito da aprendizagem do saxofone.

É membro fundador do quarteto internacional de saxofones BROS quartet, com o qual gravou e editou o disco “Pagine”, de Salvatore Sciarrino, editado pela editora Italiana Stradivarius.

Obteve o reconhecimento, pelo Ministério da Cultura, pelo disco/espetáculo “Entre Paredes”, do Quarteto Artemsax, tendo este sido declarado de “Relevância Cultural. Com o mesmo quarteto realizou uma tournée por Guiné-Bissau a convite do Instituto Camões e da Embaixada Portuguesa em Bissau. Ainda com os Artemsax recebeu o “Prémio Carlos Paredes” de melhor disco de música Portuguesa editado em 2016 (ex-áqueo com o disco do fadista Ricardo Ribeiro).

Trabalha regularmente em colaboração artística com diversos compositores, na criação de novo repertório para saxofone. Tem estabelecido uma contínua parceria com a Antena 2 nos projetos realizados.

Foi jurado convidado de 32ª edição do Prémio Jovens Músicos.

Como solista editou os discos “TIBI – Nova Música Contemporânea Portuguesa e Americana para saxofone” e “João Pedro Silva interpreta Jorge Salgueiro”, volumes I e II, os dois primeiros de uma trilogia discográfica, que visa editar, em disco, a obra integral para saxofone do compositor Jorge Salgueiro (com a participação de Pedro Vieira de Almeida, no piano e Pedro Santos, no acordeão, Quarteto Artemsax e Ensemble de Saxofones da Metropolitana).

Em coautoria com Lino Guerreiro, escreveu o livro “O Saxofone Pedagógico”, o primeiro método português para a aprendizagem do saxofone, editado pela AVA Musical Editions e com prefácio de Claude Delangle, Professor do Conservatório Superior de Música e Dança de Paris.
É membro do Bros Quartet, Artemsax, Duo Pedro Santos e João Pedro Silva, L.U.M.E. - Lisbon Underground Music Ensemble e TERRA, com os quais se tem apresentado por todo o País e Estrangeiro e editou diversos trabalhos discográficos.

É Professor de Saxofone e Música de Câmara na Escola Profissional de Música da Metropolitana, e Conservatório Regional de Palmela.

É membro fundador e vice-presidente da APS Associação Portuguesa do Saxofone. Integrou a organização do EURSAX 17, Congresso Europeu de Saxofone.

É Diretor artístico do FISP Festival Internacional de Saxofone de Palmela e do Ensemble de Saxofones da Metropolitana.

João Pedro Silva é artista YAMAHA e D’ADARRIO WOODWINDS.

Natural de Coimbra (1979), inicia o estudo de piano aos 6 anos de idade. Conclui a licenciatura em piano em 2002. Em 2004 iniciou a frequência do Mestrado em Artes Musicais - Música de Câmara - entre a Universidade Nova de Lisboa e a Escola Superior de Música de Lisboa - que concluiu com nota máxima por unanimidade do Júri.

No ano de 2008/09 fez a profissionalização em serviço na Escola Superior de Música de Lisboa.

Em 1995 e 2002 obteve prémios, respectivamente no Concurso de Piano da Juventude Musical Portuguesa e no Concurso de Música de Câmara do Prémio Jovens Músicos. Artisticamente, tem tido uma actividade musical intensa. Destacam-se muitos concertos um pouco por todo o País bem como a participação nas 6 edições do Festival Internacional de Saxofone de Palmela (FISP), com Direcção Artística de João Pedro Silva e Concurso Internacional de Música Cidade de Almada (CIMCA), onde acompanha ao piano o Concurso de Canto e respectivos concertos. Trabalhou para teatro, cinema e televisão.

É professor na Escola de Música do Conservatório Nacional e na Academia de Música de Almada. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian de 1994 a 1997.

Participou na gravação de 3 Cd’s com João Pedro Silva.

Ainda não estás no nosso índice?

A inscrição é gratuita e poderás fazer parte deste grande projeto.